COMO CHEGAR | FAVORITOS | CONTATO | ANUNCIE | TELEFONES ÚTEIS |
NEWSLETTER
   

Pedra Grande

Foto do Clube Atibaiense de Fotografia

µrea rochosa com 18 km2, tombada pela Condephaat em 1983. Sua forma‡Æo data em 600 milhäes de anos.
Com 1450 m de altitude e uma superf¡cie de aproximadamente 200.000mý, ‚ o ponto mais alto do munic¡pio, ideal para a pr tica de v“o livre, paraglider, rappel e escalada em montanha.ÿ

Acesso: Rodovia D. Pedro I, km 65.

Foto do Clube Atibaiense de Fotografia

CONDUTA CONSCIENTE EM AMBIENTES NATURAIS

Contando com uma superf¡cie aproximada de 200 mil mý, a Pedra Grande, localizada na Serra do Itapetinga, ‚, certamente, a maior respons vel pela atra‡Æo de turistas ao munic¡pio, nÆo s¢ pela pr tica dos esportes chamados extremes - ou radicais - como tamb‚m para momentos de simples contempla‡Æo e busca do que chamamos de "paz interior".

Foto do Clube Atibaiense de Fotografia

Falar de Atibaia ‚ falar da Pedra Grande. A referˆncia ao maior cen rio tur¡stico da cidade ‚ inevit vel. E nÆo ‚ por menos, nem por falta de merecimento.

Al‚m das grandiosas formas - avistadas com grande beleza em praticamente toda a cidade - estudos comprovam que sÆo aben‡oados os que moram ao redor desta grande rocha.

Sua dimensÆo e forma‡Æo geol¢gica sÆo respons veis por um n¡vel de energia cuja influˆncia positiva se faz sentir intensamente at‚ a um raio de 2500 metros a partir do seu centro.

A partir da¡, surgem benef¡cios in£meros, … sa£de f¡sica, emocional e mental.

Foto do Clube Atibaiense de Fotografia

Foto do Clube Atibaiense de Fotografia

Devido aos seus efeitos terapˆuticos, a Pedra Grande ‚ comparada aos grandes santu rios que se espalham pelo mundo: Machu Pichu e Ollantaytambo, no Peru, Grand Canyon e Mount Shasta, na Calif¢rnia, Sedona, no Arizona, Haleakala, no Hava¡ e, como nÆo poderia deixar de ser, as pirƒmides do Egito.

Espa‡os onde ainda se encontram peda‡os do para¡so....

Pesquisas

Uma das pesquisas realizadas na Pedra Grande foi sobre sua forma‡Æo e minerais que a compäem - a qual foi coordenada pelo Instituto de Geociˆncias da USP (Universidade de SÆo Paulo), em 95, atrav‚s dos professores Jos‚ Vicente Valarelli e Jos‚ Barbosa de Madureira Filho, com a contribui‡Æo da professora Eumico Okumo - do Laborat¢rio de Dosimetria do Instituto de F¡sica da USP-; do professor Toshiyuki Nakagima, do Instituto Nacional de Pesquisas de T¢quio, e dos pesquisadores Agnes Maria da Fonseca Fausto e S‚rgio Masanori Otsubo - ambos tamb‚m da USP.

Foto do Clube Atibaiense de Fotografia

Foto do Clube Atibaiense de Fotografia

Sabe-se que a radia‡Æo ionizante, ou seja, de ¡ons (agrupamento de  tomos com excesso ou falta de carga el‚trica negativa) ‚ radioativa se emitida em quantidade excessiva e constante, o que causa s‚rios preju¡zos … sa£de.

Atrav‚s da pesquisa realizada pelos estudiosos, constatou-se que a radia‡Æo ionizante da Pedra Grande, assim como a da cidade, ‚ de baixa intensidade, ou seja, inofensiva … nossa sa£de.

Do ponto de vista geol¢gico, o respons vel pelas pesquisas foi o ge¢logo inglˆs John Simon Molyneux, tamb‚m no mesmo per¡odo.ÿ

Segundo ele, neste aspecto, a Pedra Grande representa enorme campo de estudos, pois nela a presen‡a de granito ‚ muito significativa.

A sua localiza‡Æo - do "granito de Atibaia", como ‚ chamado - ‚ em  rea inativa, de profundas falhas da crosta, originalmente formada a uma profundidade de 30 km no interior da Terra.

Foto do Clube Atibaiense de Fotografia

Forma‡Æo Geol¢gica

Foto do Clube Atibaiense de Fotografia

Atrav‚s das pesquisas do ge¢logo John Simon Molyneux, da Inglaterra, concluiu-se que a forma‡Æo da Pedra Grande data de 600 milhäes de anos, j  se encontrando a 30 km abaixo do n¡vel do mar.

Com os movimentos tect“nicos na Era Mezoz¢ica, as placas terrestres se chocaram, dando origem …s montanhas.

Segundo suposi‡Æo do ge¢logo, a grande pedra localiza-se entre o Atlƒntico e o mar de dentro, aflorando por volta de 65 milhäes de anos atr s.

Hoje, a Pedra Grande localiza-se a 1450 m acima do n¡vel do mar e tem 650 m - 50 metros a mais que o PÆo de A‡£car.

Foto do Clube Atibaiense de Fotografia

Composi‡Æo

Sua composi‡Æo ‚ basicamente de microcl¡nio (40%) e quartzo (35%); e em porcentagens menores encontram-se ainda apatita (5%), zircÆo (5%), ep¡doto (5%), carbonato (5%) e sericita (5%).

O quartzo, tamb‚m chamado de "cristal de rocha", ‚ composto de s¡lica pura, um emissor e condutor de energia. Segundo a fonosofisioterapeuta Elaine Blach, que estuda as propriedades das pedras a partir das suas ressonƒncias, o quartzo em sua forma pura ‚ usado para promover a regenera‡Æo em diversos n¡veis de m£sculos, nervos e ossos, inibindo dores, limpando miasmas que se acumulam em nosso campo eletro-magn‚tico e ativando os centros de energia vital (chacras), o que promove constante bem-estar.

Foto do Clube Atibaiense de Fotografia

O sil¡cio, por sua vez, consolida, juntamente com o c lcio, os ossos e as art‚rias, conservando nelas a flexibilidade; entra na constitui‡Æo da pele, membranas, v¡sceras, unhas e cabelos, atuando junto com o enxofre no crescimento capilar, combatendo arteriosclerose, enfermidades da pele e raquitismo. Sua falta pode ocasionar anormalidades no sangue, calv¡cie, fadiga mental, tosse, transpira‡Æo excessiva e veias varicosas.

De acordo com a composi‡Æo da Pedra Grande, outros minerais fazem ainda parte dela, trazendo grandes contribui‡äes: o carbono, cuja forma cristalizada em estado puro ‚ o diamante (condutor de calor e eletricidade); o ferro (condutor de oxigˆnio do sangue para as c‚lulas do corpo, atuando tamb‚m na atividade muscular atrav‚s de enzimas e nas oxida‡äes celulares, sendo ainda respons vel pela forma‡Æo de gl¢bulos vermelhos na medula ¢ssea); o c lcio (indispens vel para a coagula‡Æo do sangue); o pot ssio (mant‚m o equil¡brio  cido-b sico do organismo e regula o equil¡brio da  gua orgƒnica); o manganˆs (atua no crescimento e na reprodu‡Æo) e o fl£or (entra na constitui‡Æo ¢ssea e dent ria).

Conforme esta exposi‡Æo, ‚ poss¡vel verificar que al‚m dos benef¡cios causados pela emana‡Æo de energia da Pedra Grande, outros sÆo identificados, cujas influˆncias sÆo transmitidas, em especial, "atrav‚s dos veios de  gua que nascem e circulam pelas rochas, apresentando concentra‡äes idˆnticas a elas".

Em 1945 ‚ criada a Prefeitura Sanit ria de Atibaia e a cidade recebe o t¡tulo de Estƒncia Mineral. Em 18 de setembro de 1947, ela passa … categoria de Estƒncia Hidromineral. Para Elaine Bach, "nas estƒncias hidrominerais as  guas recebem as mesmas caracter¡sticas dos minerais que compäem as rochas onde nascem e por onde circulam", por isso suas propriedades terapˆuticas e curativas - que sempre fizeram parte da hist¢ria da Humanidade. Por suas  guas chamadas " guas medicinais".

Foto do Clube Atibaiense de Fotografia

Transferˆncia de energia

Segundo a fonosofisioterapia (ciˆncia que estuda as propriedades das pedras a partir de sua ressonƒncia), assim como tudo que ‚ vivo no Universo, as pedras emitem sons, em escalas tÆo altas que escapam … percep‡Æo do ouvido humano. A estudiosa Elaine Blach afirma, por exemplo, que "o cristal ‚ um ser vivo vibrando mais r pido que a velocidade da luz.  som".

Por sua constitui‡Æo qu¡mica e graus de dureza e cristaliza‡Æo, os cristais e v rias pedras preciosas possuem vibra‡Æo energ‚tica pr¢pria, sendo capazes de transmitir propriedades orgƒnicas, terapˆuticas e energizantes.

Foto do Clube Atibaiense de Fotografia

Baseado nisto e na F¡sica - que comprova a teoria de que todos os elementos se desintegram lentamente, transferindo  tomos de sua constitui‡Æo a corpos pr¢ximos - a fonosofia utiliza-se dessa propriedade colocando o indiv¡duo em contato direto com determinadas pedras, com o objetivo de permitir a transferˆncia de suas qualidades …s pessoas.ÿ

Da¡ mais um grande benef¡cio causado pela Pedra Grande. Levando em conta que n¢s, humanos, tamb‚m temos a nossa vibra‡Æo e que quando emitimos algum som, produzimos e incrementamos nossa ressonƒncia orgƒnica, atuando nos minerais que compäem em nosso corpo, quando nos expomos … atua‡Æo energ‚tica de outros campos ou  reas de maior concentra‡Æo desses minerais, a interferˆncia (e cura) no campo f¡sico ‚ muito maior.

NÆo ‚ … toa que certos locais sÆo considerados verdadeiros santu rios ao benef¡cio do homem....

"No tocante … Pedra Grande e …  rea sob sua influˆncia, nÆo h  como negar que, formada por uma grande massa de quartzo, com grande concentra‡Æo de energia, por si s¢ requer reconhecimento do envolvimento extra-f¡sico. Isso lhe ‚ inerente.  um local de intera‡Æo energ‚tica e espiritual de valor incalcul vel. Os grandes cristais ou rochas de quartzo distribuem-se em v rias regiäes do planeta. Em algumas existem templos, santu rios, locais sagrados cuja purifica‡Æo, energiza‡Æo e clima propiciam …queles que trabalham pela evolu‡Æo do planeta um meio de agir e interagir para o benef¡cio da humanidade em franca transi‡Æo. Alguns desses santu rios, f¡sicos e extra-f¡sicos, sÆo bastante conhecidos.

Um c‚tico doente pode se beneficiar dessas emana‡äes na forma de tratamento e cura de seus males, um indiv¡duo mais sens¡vel j  poder , al‚m dos benef¡cios f¡sicos, perceber tamb‚m a 'energia' extraordin ria e benfazeja desses locais.

Outros, entretanto, poderÆo, al‚m de tudo isto, ver, ouvir, sentir, comunicar-se, receber os mais diversos bens e, por isso mesmo, … medida de seu conhecimento e reconhecimento, tˆm para com esses locais um respeito maior que os demais. E procuram de toda forma proteger tais redutos. De tudo o que posso dizer ‚ que a Pedra Grande ‚ um grande santu rio" (Elaine Blach).

Estudos de Radiestesia

Foto do Clube Atibaiense de Fotografia

A Pedra Grande tamb‚m foi foco de pesquisas na  rea de radiestesia (que estuda a sensibilidade a radia‡äes). O profissional respons vel foi Marco Antonio Libutti. Objetivo: medir sua freqˆncia energ‚tica.

Com mais de 4 mil anos de existˆncia, a radiestesia ‚ considerada arte em algumas regiäes e ciˆncia em outras, como ‚ o caso da Fran‡a, Inglaterra, Alemanha e R£ssia, onde universidades espec¡ficas j  conquistaram espa‡o.

Em rela‡Æo … Pedra Grande, as pesquisas nÆo detectaram qualquer tipo de desequil¡brio energ‚tico ou energia mal‚fica, nem mesmo quanto …s formas encontradas.

Segundo Libutti, a Pedra Grande est  longe disto: nela uma vibra‡Æo intensamente positiva e 100% ben‚fica para o caso de curas e reenergiza‡Æo para os seres humanos paira no ar.

Pesquisando as emana‡äes dos raios da pedra, Libutti estabeleceu uma ordem decrescente de influˆncia de cores presentes no espectro: raio verde positivo - que promove cura geral e equil¡brio; raio amarelo - ‚ tonificante e clareador da mente; raio laranja - ‚ tamb‚m tonificante e restaura partes ¢sseas; raio vermelho - tonificante, estimulante ativo e influencia a parte sang¡nea; raio ultravioleta - atua na liga‡Æo com energias mais sutis; raio violeta - tamb‚m promove a liga‡Æo com energias sutis e a limpeza  urica; raio ¡ndigo - ‚ sedativo e de a‡Æo coagulante; raio azul - ‚ tamb‚m sedativo, ‚ cicatrizante e atua na prote‡Æo  urica.

"A forma‡Æo geol¢gica da regiÆo de Atibaia ‚ de aproximadamente 40% de quartzo, mineral trigonal por ¢xido de sil¡cio. Esse mineral conduz tel£rica e amplia sua freqˆncia que, por sua vez, ‚ captada e condensada pela Pedra Grande, devido … sua enorme pressÆo que exerce sobre a crosta terrestre.  um local excelente para se exercer atividades de cura como tratamento £nico ou coadjuvante. Qualquer ser vivo exposto … vibra‡Æo desse lugar captar  as freqˆncias dessa energia atrav‚s das c‚lulas, que receberÆo os benef¡cios desses est¡mulos, sendo energizadas e at‚ restauradas.  como se oferecˆssemos uma cama a um corpo cansado. As pessoas que tˆm a ben‡Æo de permanecer pelo menos uma hora neste local, sentem-se rejuvenescidas e com mais energia. Foi exatamente o que senti ap¢s este trabalho"..

Hist¢ria do tombamento

Foto do Clube Atibaiense de Fotografia

O tombamento da Pedra Grande marcou nÆo s¢ a hist¢ria de Atibaia como foi um marco no processo de preserva‡Æo ambiental do pa¡s: foi o primeiro tombamento espec¡fico de  rea natural realizado no Brasil. At‚ entÆo, as lutas haviam sido em prol da preserva‡Æo hist¢rica, arqueol¢gica ou arquitet“nica do nosso patrim“nio.

O movimento em defesa da Serra do Itapetinga come‡ou com o grito de guerra de um grupo de jovens, em julho de 81, atrav‚s, principalmente, de publica‡äes na imprensa local e panfletagem nas ruas. Motivo: artigos em jornais falavam de loteamentos e extra‡äes de granito na serra.

Em outubro de 80 foi emitido pela Prefeitura de Atibaia o alvar  de licen‡a para a implanta‡Æo do loteamento "Atibaia Vista da Montanha S/C Ltda".ÿ

Em novembro do mesmo ano, foi aprovada uma lei municipal que preserva uma  rea verde de 18 km2 ao largo da Pedra Grande.

Em julho do pr¢ximo ano (81), acontece a primeira reuniÆo para a organiza‡Æo do Movimento em Defesa da Serra da Pedra Grande; sÆo espalhados … popula‡Æo e … imprensa os primeiros alertas sobre a amea‡a, j  com respaldos dos primeiros contatos com entidades afins, como o Departamento de Biologia da USP e a Associa‡Æo de Prote‡Æo … Natureza - cujos representantes participaram da primeira palestra de conscientiza‡Æo popular, em agosto de 81.

Ap¢s s‚ries de reuniäes, palestras, passeatas e publica‡äes - que fez do movimento um dos maiores da hist¢ria de Atibaia - o entÆo prefeito Gilberto Sant'Anna anuncia, em sessÆo p£blica na Cƒmara Municipal, no dia 25 de fevereiro de 83, a anula‡Æo do loteamento "Atibaia Vista da Montanha".

Cronologia:

Entre 1977 e 1978 - a imprensa local come‡a a divulgar a presen‡a de loteamentos e extra‡Æo de granito na Serra do Itapetinga.

8/10/1980 - concedido, pela Prefeitura da Estƒncia de Atibaia, alvar  de licen‡a para o loteamento "Atibaia Vista da Montanha S/C Ltda".

3/11/1980 - lei municipal preservando  rea verde de 18 kmý, ao largo da Pedra Grande.

Julho/81 - reuniäes em residˆncias visando … organiza‡Æo de um movimento em defesa da serra da Pedra Grande.  distribu¡do … popula‡Æo um primeiro impresso de alerta sobre a amea‡a. Contato com o Departamento de Biologia da Universidade de SÆo Paulo e Associa‡Æo Paulista de Prote‡Æo … Natureza. Publica‡Æo peri¢dica de artigos alusivos ao movimento, no jornal O Atibaiense.

28/7/81 - reuniÆo no SalÆo Paroquial da Igreja da Matriz.

30/7/81 - primeiro encontro da comissÆo do movimento com o prefeito Takao Ono.

2/8/81 - palestra sobre a necessidade de preserva‡Æo da natureza, no Cine Atibaia. Participa‡Æo da Associa‡Æo Paulista de Prote‡Æo … Natureza e de cientistas ligados … ecologia.

3/8/81 - instaura‡Æo de uma ComissÆo Especial de Inqu‚rito (CEI) pela Cƒmara Municipal de Atibaia para apurar irregularidades no processo de aprova‡Æo e execu‡Æo do loteamento "Atibaia Vista da Montanha".

6/8/81 - Reportagem sobre a amea‡a, publicada pelo Jornal da Tarde. Encontro com o prefeito municipal nas escadarias da prefeitura - momento em que o prefeito anuncia o embargo da extra‡Æo de granito. Diante da Prefeitura ‚ lido o manifesto do movimento. Passeata pela cidade. Membros da CEI visitam a serra e verificam que continua a destrui‡Æo de pedras. In¡cio do preenchimento de abaixo-assinado da popula‡Æo.

10/8/81 - decreto municipal que regulamenta a Lei n§ 1726, de 3/11/80, estabelecendo medidas espec¡ficas para a preserva‡Æo ecol¢gica de  rea reservada na serra.

13/8/81 - vereador oficia ao prefeito sobre a hip¢tese de desapropria‡Æo na  rea do loteamento.

14/8/81 - panfleto do manifesto do Movimento em Defesa da Serra da Pedra Grande.

15/8/81 - esclarecimentos dos loteadores no jornal O Atibaiense.

21/8/81 - palestra na Cƒmara Municipal ministrada por um dos propriet rios da serra.

8/9/81 - incˆndio em quase toda a serra. O maior incˆndio em oito anos, com dura‡Æo de 15 dias. O prefeito diz que os bombeiros desistiram de conter as chamas. O fogo, segundo Takao Ono, nÆo impediria a comercializa‡Æo dos lotes, "pelo contr rio, agora, at‚ receberÆo o respaldo popular, uma vez que, infelizmente, o incˆndio destruiu todos os atrativos que eram defendidos", declarou o prefeito.

15/9/81 - o secret rio especial de Meio Ambiente, Paulo Nogueira Neto, solicita ao prefeito Takao Ono a anula‡Æo do alvar  do loteamento "Atibaia Vista da Montanha".

20/9/81 - mesa-redonda no Clube Recreativo Atibaiano. Debate sobre ecologia com a participa‡Æo de especialistas das  reas de climatologia, geografia, conserva‡Æo de recursos naturais, espeleologia e geomorfologia, entre outros.

21/9/81 - primeiros passos para o tombamento da Serra da Pedra Grande. Sensibiliza‡Æo de deputados que acabaram por se incorporar … luta. Primeiros contatos com o Condephaat (Conselho de Defesa do Patrim“nio Arqueol¢gico, Art¡stico e Tur¡stico do Estado de SÆo Paulo), ainda sob a presidˆncia de Ruy Othake.

15/10/81 - o deputado estadual Goro Hama propäe projeto de lei (n§ 504/81) que dispäe sobre tombamento de  rea localizada no munic¡pio de Atibaia.

8/1/82 - o Movimento em Defesa da Serra da Pedra Grande transforma-se na entidade Pedra Grande Inter-A‡Æo Ecol¢gica de Atibaia - sociedade civil sem fins lucrativos.

18/3/82 - surge o Cine Clube da Inter-A‡Æo Ecol¢gica de Atibaia, filiado … Federa‡Æo Paulista de cineclubes.

21/5/82 - a empresa loteadora "Atibaia Vista da Montanha" , que havia entrado na justi‡a com um mandato de seguran‡a, obt‚m liminar para dar continuidade …s obras.

14/6/82 - reuniÆo entre o prefeito e loteadores, onde foi discutida a possibilidade de cria‡Æo de um parque tur¡stico para Atibaia.

3/7/82 e 10/7/82 - em artigos publicados no jornal O Atibaiense, o movimento denuncia o falso "Parque Tur¡stico", patrocinado pelos loteadores.

8/8/82 - MutirÆo de Limpeza da Pedra Grande, com a coloca‡Æo de uma pequena placa que solicita prote‡Æo … Pedra Grande.

1/10/82 - encerramento da ComissÆo Especial de Inqu‚rito, em sessÆo p£blica na Cƒmara Municipal, na presen‡a dos presidentes do Condephaat e da Inter-A‡Æo Ecol¢gica de Atibaia, de entidades preservacionistas, professores, ge¢logos, ge¢grafos, arquitetos, representantes de sindicatos, engenheiros, estudantes, pol¡ticos, assessores do prefeito e cidadÆos. Dura‡Æo de 5 horas.

10/10/82 - A CEI da Cƒmara e a Pedra Grande Inter-A‡Æo Ecol¢gica de Atibaia entram com requerimento junto ao Condephaat, para o tombamento da Serra da Pedra Grande.

25/2/83 - sessÆo p£blica na Cƒmara Municipal para um di logo entre o presidente do Condephaat, Asiz Ab'Saber, propriet rios da serra e sociedade civil sobre o tombamento da Serra da Pedra Grande. O prefeito Gilberto Sant'Anna anuncia a anula‡Æo do loteamento "Atibaia Vista da Montanha". Num primeiro parecer, o conselho do Condephaat manifesta-se favor vel ao tombamento.

" A€ÇO, TOMADA DE CONSCIÒNCIA.

Palestras, mesas-redondas com especialistas em ecologia, panfletos, reuniäes, entrevistas em r dio, jornais, contatos com a popula‡Æo, l¡deres pol¡ticos e comunit rios, mais de duzentos artigos, passeatas, mutirÆo de limpeza da Pedra Grande, festas para arrecada‡Æo de fundos e promo‡Æo. Movimento voltado para o interesse da qualidade de vida da popula‡Æo.

Sempre reagindo … f cil rotulagem dos ismos. Mais de dois anos em defesa da Serra da Pedra Grande. NÆo se pode pensar em bem-estar social sem que se esteja de bem com a natureza. E o primeiro passo ‚ deix -la como est , sem tratores que a rasguem, sem concretagens, nem o pisoteamento das ondas dos passos tur¡sticos. Preferimos o 'rural serrano' sugerido pelo professor Asiz. Lutamos pelo reconhecimento da serra como nosso patrim“nio maior, ao lado do clima, da  gua e das ra¡zes culturais.

Estamos muito preocupados, tamb‚m, com o alimento cultivado em nossas terras. Somos contra o uso indiscriminado dos venenos agr¡colas. Quanto … serra e … natureza de Atibaia, nÆo nos atraem os cartäes postais, coloridos, mas sem vida. Estamos atentos e contamos com a popula‡Æo na luta preservacionista da natureza e seus espa‡os. Queremos a mais livre movimenta‡Æo, sem excesso de fiscaliza‡Æo e placas proibitivas.  preciso educar desde cedo - e educa‡Æo ‚ um processo - na fundamental questÆo ambiental. J  em nosso manifesto de 14 de agosto de 1981 ped¡amos um plano diretor para a cidade. No plano se dever  prever qualquer obra antiecol¢gica. O processo ambientalista e cultural da cidade nÆo se esgota com o tombamento, ao contr rio, assinala a maior responsabilidade da popula‡Æo em garantir o que conquistou.  marco fundamental da fase em que ‚ devolvida … popula‡Æo o leg¡timo controle de seu destino, bem como da sorte de seu meio ambiente. As id‚ias que nos norteiam pressupäem os princ¡pios 'ecologia', 'autonomia individual e dos grupos sociais', ' preserva‡Æo ambiental', 'descentraliza‡Æo administrativa', visando contribuir para a implanta‡Æo de uma democracia concreta."

(Maio de 1983 - Pedra Grande Inter-A‡Æo Ecol¢gica de Atibaia)

 

publicidade

publicidade

Busca de notícias:

 

NOVO!
CLASSIFICADOS!

Classificados gratuitos do portal
Atibaia.com.br!

 

 

Banco de Empregos
Total de vagas: 288

 

publicidade

últimas notícias

:: IFSP abre hoje (21) as inscrições para os Processos Seletivos do Campus de Bragança Paulista
21/06/2017

:: Vereador solicita limpeza do córrego Onofre, no Alvinópolis II
21/06/2017

:: Faixa de pedestres na esquina da Av. Nove de Julho com a Rua Bartolomeu Peranovich precisa de reparo
21/06/2017

:: Motorista fica gravemente ferido em acidente na Dom Pedro I em Atibaia
20/06/2017

:: Vereador solicita à Prefeitura melhorias para os residenciais Jerônimo de Camargo
20/06/2017


Projeto poderá criar cadastro de protetores individuais de animais em Atibaia
visitas
Artigo: Acordo de Paris e a arrogância de Donald Trump
visitas
Seguem as disputas da Copa União de Clubes de Futebol Amador
visitas
Voleibol Climed/Atibaia participará dos Jogos Regionais 2017 em Americana
visitas
Universidade virtual está com vagas abertas para vestibular na região
visitas

publicidade